Usina Termelétrica se colore com grafite

23 jan 2014
grafite-ute-norte-fluminense

A Usina Termelétrica EDF Norte Fluminense (UTE Norte Fluminense), em Macaé, no Rio de Janeiro, apostou na criatividade para dar vida à cinza paisagem comum em uma indústria. Após a ideia do então diretor da empresa, o francês e apaixonado por arte, Philippe Quenet, a empresa contratou em 2010, oito grandes artistas do Brasil e da França para colorirem com grafite as torres, paredes e tubulações da usina, que se transformou em uma verdadeira galeria de arte a céu aberto.

Os artistas que participaram da grande obra foram os franceses: Speedy Graphito, Yann Lazoo, Shaka e RCF1, e os artistas brasileiros Big, Ment e Piá, do Rio de Janeiro, e Alexandre Orion, de São Paulo. A grandiosidade da instalação pode ser vista por quem trafega pela BR 101.

Além de deixar a usina mais bonita e menos sisuda como são todas as outras, os grafites deixaram todos os funcionários com orgulho de trabalhar em um lugar diferente e com arte por todos os cantos.

“Levamos a criatividade e a abertura da mente para os nossos funcionários, e introduzindo a arte o dia a dia da usina, com certeza ajudou no crescimento pessoal e profissional de todos”, afirma a empresa. Outro fator positivo que os grafites espalhados pela usina trouxeram foi a mudança de comportamento tanto dos funcionários, como da própria empresa, que ficou mais limpa e melhorou o ambiente de trabalho.

O sucesso dos grafites da UTE Norte Fluminense chegou a Paris, onde foi realizada uma exposição de fotos com os trabalhos feitos na usina pelos grafiteiros brasileiros e franceses. Ainda em sigilo, a EDF está estudando diversas propostas para ampliar este projeto de sucesso.

« Voltar

Deixe um Comentário